Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

V(iv)endo por aí...

Olá, estou Viva da Silva e o meu ser habita por entre Livros, Amores e Lugares

V(iv)endo por aí...

Olá, estou Viva da Silva e o meu ser habita por entre Livros, Amores e Lugares

Entrei finalmente no mundo da Freida McFadden

Post Instagram Dia do Leitor Papel Minimalista (8)

Sim, é verdade finalmente decidi entrar no mundo retorcido de Freida McFadden. E comecei pelo mais recente dela, cuja tradução em português ainda não existe, mas não tardará muito (eu preferi a versão original, porque esta editora infelizmente não tem boa fama em relação às suas traduções; sim, existe alguma responsabilidade partilhada, quando opto por comprar a versão original em detrimento da publicada em Portugal, no entanto, a minha perspetiva é um pouco como a política, são os políticos que têm de convencer o eleitor e não imputar responsabilidades). Regressando ao livro, achei este tão incrível que tenho algum receio de não gostar dos mais antigos. Isto porque, pelos comentários que li sobre este e a sua classificação bastante inferior comparando com outros, temo que ao entrar numa Freida mais maturada (e perturbada) ache tudo o resto demasiado previsível e insípido. Tenho ainda, na minha lista TBR, o livro anterior, "the coworker", para ler e talvez me cative em definitivo para me atirar aos restantes.

Este "The Teacher" é um thriller psicológico imperdível que prende do início ao fim. Freida McFadden demonstra a sua mestria em criar enredos intrincados e surpreendentes. Ao mergulhar no mundo de Eve, Nate e Addie, somos imediatamente envolvidos por uma teia de mistério e intriga.
Após uma cena inicial intrigante que estabelece o tom para o que está por vir, cada página revela novas pistas e reviravoltas inesperadas, tornando impossível prever o que acontecerá no final. À medida que acompanhamos a vida dos personagens principais, somos confrontados com reviravoltas inesperadas que nos fazem questionar tudo o que achávamos que sabíamos.
Dispensava totalmente o epílogo no sentido em que o achei absurdamente doloroso e igualmente surpreendente, mas totalmente desnecessário (mas porque é que neste livro não existem personagens normais?!). A contra-capa do livro diz “lição nº 1: não confie em ninguém” e, ainda assim, dei por mim a confiar em alguns dos personagens para acabar totalmente chocada quando estes mostraram a sua verdadeira face. Neste livro, em particular, de facto ninguém é o que parece, nem nada é puro e inocente.
A autora explora temas sensíveis com profundidade e sensibilidade, sem perder de vista o ritmo acelerado do enredo, onde o ponto forte reside na caracterização dos personagens. Conseguimos sentir algum apreço e carinho por algumas das personagens, no entanto, estou certa de que no final acabamos mesmo por "odiar" tudo e todos!!
Em suma, 'O Professor' é uma leitura viciante que te deixará sem fôlego sobretudo nas últimas páginas, pois está repleto de reviravoltas habilmente executadas. Freida prova mais uma vez ser uma mestra na arte da narrativa de suspense, deixando os leitores confusos e ansiosos por mais.

Apreciação Final: 4,5/5 estrelas (devido à capacidade de surpresa no final e da criação de várias reviravoltas inesperadas e um pouco sórdidas)
Altamente recomendado para fãs de thrillers psicológicos, suspense e reviravoltas sucessivas.

Pontos fortes:
* Trama intrigante com reviravoltas inesperadas
* Personagens complexos, multi-dimensionais e imperfeitos
* Escrita é ágil e envolvente, tornando difícil largar o livro uma vez que se começa a ler
* Explora temas sensíveis com profundidade e sensibilidade

Pontos fracos:
* Alguns elementos da trama podem ser previsíveis para leitores experientes (tal como eu, sobretudo até bem perto do final)
* O final pode ser considerado um pouco abrupto por alguns (sobretudo para os menos atentos) e chocante para qualquer pessoa sã